domingo, 22 de dezembro de 2013

O PROVÁVEL SUICÍDIO DUPLAMENTE INCONSEQUENTE DO COMANDANTE DAS LINHAS AÉREAS DE MOÇAMBIQUE - LAM


COSSA, Lourenço

É triste. Muito triste ouvir que o despenhamento do avião das LAM foi efetuado intencionalmente. É mais triste ainda se saber disso perante um comandante aviador referido como experiente, credível! A coisa é séria se de facto, nas LAM/no social dos indivíduos em Moçambique se for o caso.


        
Mas como ser humano que sou que tento não botar todos os pés para um lado só, a dúvida meio... Sei lá!

Vejamos! Um despenhamento de uma aeronave de um país em via de desenvolvimento, pouquíssimo expressivo no compito de um país de proveniência do avião - Brasil, que se se tivesse detectado que o problema provinha de uma falha técnica, todos os esforços na elevação da marca Embraer estariam em causa. Não seria conveniente jogar-se o problema/culpa para uma companhia que já a priori está sendo banida de sobrevoar o espaço europeu?
 
Pode ser considerada absurda esta duvida, mas ela é oportuna sim. Não se está a descorar a provável veracidade do anúncio oficial, mas já logo no começo e, antes das investigações a partir das caixas negras, se dizia que o problema não era a falha mecânica. Como é que se sabia antes de se apurar o problema real?

Todos nós sabemos que a leitura das referidas caixas fora efetuada em outros países, os chamados desenvolvidos, neste caso os Estados Unidos da América, perante equipas dos países interessados e, mais, sabemos que existem lobbies internacionais.

Bom pode ser que não, mas também pode ser que sim.


22/12/13

Um comentário:

  1. Milhoes de dolares em jogo...a opcao: destruir a reputacao da Embraer ou de um cidadao proveniente de um pais pobre??

    ResponderExcluir